Como funciona o filtro cânister nos veículos automotivos

Logo da Dinamicar Pneus 12 fev 2015
1 Comentário

 

Com a intenção de diminuir a emissão de poluentes, na década de 90 foi adicionado aos veículos automotivos alguns componentes responsáveis pelo controle do vapor ocasionado pela queima de combustível.

O sistema EEC (Evaporative Emission Control), desenvolvido para injeção eletrônica, é responsável pela filtragem e reaproveitamento dos gases emitidos pelo tanque de combustível. O vapor de combustível é canalizado até o coletor de admissão para queima posterior no tempo de combustão.

Filtro cânister

O canister (filtro de carvão ativado), é responsável pela absorção do vapor de combustível e filtragem, liberando ar limpo na atmosfera. O vapor absorvido no carvão ativado é reutilizado pelo motor. Esse componente foi criado exclusivamente para controlar a passagem desses gases.

Quando defeituoso, pode provocar graves defeitos no sistema de injeção, levando em alguns casos a uma retífica desnecessária de motor. Em alguns veículos a válvula fica localizada abaixo do para-lama, atrás do para barro. Por isso no caso de uma colisão pode acontecer a avaria da peça sem que o motorista perceba.

 

Sintomas de falha

 

No caso de obstrução ou travamento da válvula, poderão ocorrer deficiências no funcionamento do sistema, afetando principalmente no controle de emissão de poluentes. Problemas elétricos no interior da peça são registrados de imediato pela unidade de comando da injeção, colocando o sistema para trabalhar em estado de emergência, o que pode causar mau desempenho do motor e alto consumo de combustível.

O forte e constante cheiro de combustível após o funcionamento do veículo, sem sinais de vazamento, pode servir de alerta ao motorista para um possível problema relacionado a uma mangueira do sistema de injeção comprometida ou indicar o travamento da válvula, já que o forte cheiro é consequência da saturação dos gases armazenados no cânister

Um dos sintomas mais comuns relacionados ao cânister, e que pode deixar muitas pessoas confusas, é o defeito de falsa batida do motor, o som emitido pela válvula solenóide pode ser erradamente diagnosticado com o motor que raja em torque. A contínua absorção de vapor de combustível pelo filtro canister pode acarretar em uma sobrepressão no sistema, e consequentemente no rompimento de alguma tubulação.

No caso dos primeiros sinais de problemas no cânister, procure uma oficina especializada em injeção eletrônica para que não tome proporções maiores e prejudique todo o sistema. Saiba mais dicas de manutenção e conservação para o seu veículo no blog da Dinamicar Pneus.

Interessado em nossos produtos ou serviços? Ligue para a DINAMICAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GOSTOU DO CONTEÚDO E DOS PREÇOS? RECEBA COM EXCLUSIVIDADE NOSSAS PROMOÇÕES

Não derrape. Não eviamos spam :)

AINDA NÃO CONHECE AS NOSSAS LOJAS?

encontre a mais perto de você

Conheça as nossas
Redes Sociais

Sempre com Promoções
Exclusivas!