Depois da Michelin, Bridgestone anuncia pneu sem ar

13 dez 2011                   0 Comentário Logo da Dinamicar Pneus

 

Pneus utilizam resina termoplástica em vez de ar

 

O conceito de pneus sem ar já tinha sido apresentado pela Michelin há cerca de quatro anos, mas, principalmente por não ter se popularizado, foi redesenhado pela japonesa Bridgestone, considerada a maior fabricante mundial de pneus. A intenção é que essa nova linha possa ser fabricada em massa, para consumo popular, diferentemente do Tweel da Michelin. Outro ponto fraco desta linha era a forte vibração acima dos 80 Km/h, que provocava desconforto, devido ao barulho e ao aquecimento.

Pneus Sem Ar da BridgestoneConceito se apoia na sustentabilidade

Vivemos tempos em que as empresas precisam se preocupar com o desenvolvimento sustentável do planeta, levando à criação de produtos que prezem pelo chamado “ecologicamente correto”. Os pneus sem ar da Bridgestone eliminam quaisquer riscos de furos, eliminando a necessidade do uso de estepes e, principalmente, aumentando a segurança do condutor. O pneu é produzido baseado em material totalmente reciclável, com uma mistura de resina termoplástica, que substitui o ar.

Tweel esbarrou na indústria dos pneus

O Tweel da Michelin, além dos problemas estruturais, não se tornou popular devido às inúmeras mudanças que deveriam ser feitas na indústria como um todo, já que não somente as fábricas teriam que se adaptar, mas também as oficinas de automóveis ao redor do mundo teriam que reformular todo seu sistema de equipamento de montagem de pneus e balanceamento. Apesar de ser um grande obstáculo, seria impossível reformular todo o sistema, mesmo em prol da sustentabilidade?

Deixe uma resposta

LEIA MAIS

carros enfileirados

Quais foram os carros mai

Neste início de 2017, o Chevrolet Onix se manteve como um dos modelos mais bem-sucedidos dos últimos anos. No mês de janeiro, ele foi o carro mais.

pneu sensorial

O que é pneu sensorial?

Que a tecnologia está avançada ninguém duvida, afinal, as últimas duas décadas foram de verdadeira aceleração nas descobertas e suas aplicações no mercado automobilístico. Poucos mercados cresceram.

carro arranhado

Arranhões na lataria: sai

Imagine a seguinte cena: estacionamento de shopping ou de um grande supermercado lotado, muitas pessoas circulando com carrinhos de compras, e no final do dia, o saldo:.