Veja a diferença entre o freio a disco e o freio ABS

27 jul 2011                   1 Comentário Logo da Dinamicar Pneus

Existem dois tipos de freios presentes nos veículos, o freio a disco e o freio ABS (Sistema Antibloqueio de Frenagem). Ambos possuem pastilhas, as quais na hora do acionamento, travam o disco de rodas, fazendo com que o carro pare. A diferença entre os dois está no bombeamento do fluido das pastilhas. O freio a disco provoca a derrapagem do veículo, pois as rodas travam completamente, e o carro segue no fluxo contínuo por causa da lei da inércia. O condutor, cujo veículo tem o sistema a disco de freio, deve ter uma precaução maior em dias de chuva, afinal, com a pista molhada, o espaço percorrido é maior após a derrapagem.

No sistema ABS, a roda não é bloqueada após o motorista pisar no pedal do freio do automóvel, que para aos poucos. Dessa forma, o carro não derrapa; a aderência com a pista é maior mesmo em dias de chuva.

Apesar da maior segurança proporcionada pelo freio ABS, o motorista deve ser cuidadoso na condução do veículo. O melhor a fazer em dias de chuva, é reduzir a velocidade e aumentar a atenção. E com a pista molhada, ou não, a direção defensiva – manter a distância em relação ao carro da frente – é de suma importância para evitar colisões.

Uma resposta para “Veja a diferença entre o freio a disco e o freio ABS”

  1. gilvan disse:

    bom dia

    gostei muito de entender a diferença entre us freios

Deixe uma resposta

LEIA MAIS

motor-combustão

Por que em dias frios o c

Todo motor a combustão, os mesmos que equipam o seu e todos os carros em linha, funciona com a seguinte premissa. A mistura de ar combustível. Para.

Motor de três cilindros

Carro de três ou quatro c

Quando surgiram, eles desafiavam os mais ortodoxos no mundo do automobilismo. Em um nicho onde mais é mais mesmo, retirar um cilindro soava como algo não muito.

Range Rover conversível

Quais os cinco lançamento

O mercado brasileiro de lançamentos automobilísticos não para nunca. Seja na crise, seja fora dela, o brasileiro não deixa de comprar carro e espera, ansiosamente, por seus.