Macarrão ou vulcanização na hora de reparar um pneu?

03 jul 2015                   Comentários desativados em Macarrão ou vulcanização na hora de reparar um pneu? Reparo de pneus

Quando o pneu fura, surge uma dúvida sobre qual a melhor opção, substituir por outro ou tentar recuperar a peça danificada. Caso o pneu esteja muito desgastado, o mais recomendado seria a troca, mas se o mesmo ainda estiver em boas condições e pouco rodado, um reparo será suficiente para resolver o problema.

Métodos de reparo de pneus

Os métodos de conserto mais conhecidos são: macarrão e vulcanização. As duas técnicas de reparo de furo no pneu, quando bem executadas, produzem um resultado satisfatório. Os fabricantes de pneu recomendam o procedimento de conserto com macarrão apenas em situações emergenciais, quando não for possível retirar o pneu do aro.

Processo de reparo com macarrão

O processo de reparo com macarrão consiste na aplicação de uma massa alongada dentro do furo do pneu. A desvantagem dessa técnica é que ela pode facilitar a infiltração de sujeira ou umidade na estrutura metálica do pneu, comprometendo o seu tempo de vida útil. A aplicação do material elástico no furo do pneu é feita a frio.

Processo de vulcanização a quente

O método de vulcanização a quente, consiste na aplicação de uma pequena camada de borracha colada na parte interna do furo, com a ajuda de alta pressão e o uso de um selante especial. O uso desse processo será possível de acordo com a gravidade da avaria do pneu, mas o reparo pode não surtir efeito para cortes muito grandes. Esse método é mais eficiente que o macarrão, mas exigirá maior mão de obra, pois será necessário desmontar o pneu da roda para efetuar o reparo, o que exige novo balanceamento e alinhamento dos pneus.

Opinião dos fabricantes em relação ao reparo de pneus

Os fabricantes de pneus possuem diversos argumentos quanto a questão do reparo. Alguma marcas possuem um discurso de que nenhuma das duas opções é satisfatória, devendo ser utilizado um kit de reparo fornecido especificamente em suas redes credenciadas. Outros fabricantes já recomendam que o reparo através dos dois métodos pode ser feito apenas em casos de furos de até 6mm de diâmetro, considerando as duas técnicas iguais em eficiência e segurança, mas alertam aos motoristas para darem preferência ao método de vulcanização, por ser menos agressivo à estrutura do pneu. Para furos que ultrapassarem a marca de 6mm, todos os fabricantes recomendam a troca da peça avariada.

Loja de pneus no Rio de Janeiro

Os pneus devem ser revisados periodicamente de acordo com o prazo estipulado pelo fabricante. A pressão da calibragem também deverá ser observada conforme as especificações técnicas do manual do proprietário. Já conhece nossa loja de pneus em Campo Grande ? Confira todos nossos endereços no Rio de Janeiro: http://www.dinamicarpneus.com.br/nossas-lojas/

Os comentários estão desativados.

LEIA MAIS

freio muito quente

Freio: tambor ou disco na

Com o desenvolvimento da indústria, o que parecia um tanto quanto óbvio mas ainda não era colocado em prática passou a ser trazido à realidade. Foi o.

caminhão emitindo fumaça

Confira novidades sobre e

A preocupação com o clima é levada cada dia mais a sério. Aqui no Rio de Janeiro, saiu o segundo inventário com o objetivo de controlar as.

pirelli pzero

Ruído nos pneus? Nunca ma

Andar de carro é cada dia mais confortável, e mesmo com a constante evolução das tecnologias envolvidas, algo que vinha incomodando a indústria eram os ruídos provocados.