Pastilhas de freio Remsa

21 out 2014                   0 Comentário pastilhas de frio remsa

Maior fabricante de materiais de atrito da Europa, a Remsa está no mercado há 35 anos e é líder em aftermarketing. Produz mais de 20 milhões de peças por ano, somando todas a suas 10 fábricas pelo mundo. A empresa busca incessantemente se aprimorar, por meio de pesquisas e testes de novos materiais de fricção. Somada a isso, está a constante preocupação em desenvolver produtos que não agridam o meio ambiente. As pastilhas de freio Remsa são livres de metais pesados, como chumbo, cobre e antimônio. Desde 2003, a Remsa aboliu definitivamente o chumbo da composição de seus produtos.

Remsa pastilhas de freio

As pastilhas Remsa são produzidas seguindo rígidos procedimentos. Tudo começa com o HPT , sigla em inglês para Tratamento de Alta Pressão, que emprega calor elevado e pressão, aumentando a segurança, pois evita o processo de cristalização comum aos materiais de fricção. Em seguida, são realizados testes em conformidade com o Regulamento ECE R90. Em seus protocolos são testados:

  • Assentamento
  • Checagem de performance
  • Testes de freio
  • Equivalência de desempenho frio e Testes de Sensibilidade de Velocidade

Como etapa final são realizados os testes Alpine Downhill, no pico Edelwisspitze , Áustria, onde as pastilhas são exigidas numa das estradas mais sinuosas e com os maiores declives da Europa, com inclinação média superior a 12%, atingindo em alguns pontos 18% de inclinação.

Pastilhas de freio Remsa na Dinamicar Pneus

Fale Conosco

Deixe uma resposta

LEIA MAIS

manutenção de carro

Vistoria anual 2017: Data

Todos os anos, proprietários de veículos usados precisam realizar a vistoria anual do DETRAN-RJ. Os carros zero quilômetro são exceção, pois o Governo do Estado do Rio.

ipva 2017

IPVA 2017: saiba sua data

O ano novo começou, e com ele, começam também as obrigações financeiras. Taxas como IPTU, cota de incêndio, matrículas escolares e o IPVA são contas que, muitas.

motor sendo esquentado

Mito ou verdade: é precis

Os mais antigos insistem nessa prática e os mais novos já não têm tanta paciência, mas será que ainda é preciso aquecer o motor antes de andar.