Pneus Run Flat, sua viagem mais segura

29 ago 2012                   0 Comentário Logo da Dinamicar Pneus

 

Uma viagem tranquila pode ser interrompida de forma abrupta por várias situações como: panes mecânicas, elétricas e por algo como um furo no pneu. Esse último, às vezes causado por pequenos objetos na pista e tratado como algo menos importante, é causador de acidentes graves e de quebras que podem significar uma abreviação de viagem, pois, ao furar, o pneu convencional perde totalmente sua capacidade de rodagem, comprometendo elementos como as rodas, que podem ser inutilizadas, ou mesmo peças da suspensão. Os novos tipos de pneus run flat chegam para mudar esse panorama, dando sobrevida ao pneu furado, evitando muitos problemas.

Paredes de rodagem reforçadas, o grande segredo dos pneus run flat

 
Pneus run flat

Ao acontecer o furo, o pneu normal se esvazia e se dilacera totalmente, muitas vezes saindo da roda, empenando-a de forma fatal. A grande evolução estrutural dos pneus run flat são a reforçada parede de rodagem, que suporta o peso do carro sobre a roda mesmo com furo do pneu, evitando danos. Além disso, seu desenho é totalmente feito para que o composto não se desvincule da roda ao acontecer o furo, fazendo o motorista chegar em segurança a um local para reparo do pneu.

Mesmo com toda tecnologia de última geração, o motorista, ao perceber o furo, não deve continuar dirigindo de forma incauta. A evolução dos compostos dá ao condutor, dono de veículo, toda segurança dos novos tempos no ramo automobilístico, que hoje, não se preocupa só com design ou desempenho. Segurança é totalmente necessária e o novo composto atua de forma ativa na prevenção de acidentes provocados por furo ou estouro de pneu.

Não deixe de conferir os itens básicos antes viajar

 

A tecnologia é aliada à prevenção. Não se deve pôr um carro na estrada sem os devidos cuidados básicos. Observe pressão e condição dos pneus, incluindo step, luzes de farol, lanterna, setas e freio. Confira o nível do óleo de motor, freio e direção hidráulica. Não se deve sair de casa com palhetas do limpador de para-brisas ressecadas. É importante conferir discos e pastilhas, além das sapatas de freio; o sistema de arrefecimento deve ter mangueiras sem ressecamento e reservatório com líquido no nível; deve-se verificar alinhamento e balanceamento, além de camber e caster das rodas, evitando desgaste desigual dos pneus. Após isso, é só curtir a viagem!

 

Deixe uma resposta

LEIA MAIS

freio muito quente

Freio: tambor ou disco na

Com o desenvolvimento da indústria, o que parecia um tanto quanto óbvio mas ainda não era colocado em prática passou a ser trazido à realidade. Foi o.

caminhão emitindo fumaça

Confira novidades sobre e

A preocupação com o clima é levada cada dia mais a sério. Aqui no Rio de Janeiro, saiu o segundo inventário com o objetivo de controlar as.

pirelli pzero

Ruído nos pneus? Nunca ma

Andar de carro é cada dia mais confortável, e mesmo com a constante evolução das tecnologias envolvidas, algo que vinha incomodando a indústria eram os ruídos provocados.