Quebra-molas, o terror do sistema de amortecimento e suspensão

22 set 2015                   Comentários desativados em Quebra-molas, o terror do sistema de amortecimento e suspensão quebra molas

Uma solução já bastante difundida no Brasil e no mundo para tentar minimizar os problemas relacionados ao excesso de velocidade é a construção de quebra-molas, em inglês “speed hump” na Inglaterra, ou “speed bump” na terra do Tio Sam, os Estados Unidos. Na longínqua Nova Zelândia, esse dispositivo chama-se “judder bar”

Sua denominação por aqui pode variar para lombada, dependendo da região do país. Independentemente do nome, o fato é que os quebra-molas são um tormento para os motoristas, que podem ver seus veículos danificados seriamente caso passem por eles em velocidade acima da aceitável.

Embora parte das vias públicas equipadas com redutores tenha sinalização a respeito da velocidade máxima permitida, geralmente 20 ou 30 km, há motoristas que preferem se guiar pela marcha utilizada, preferindo passar ou com a segunda ou mesmo em primeira marcha, para os mais cautelosos.

Construção ou instalação de quebra-molas deve seguir a lei

Há um mito equivocado sobre uma possível proibição aos quebra-molas em vias públicas. O que existe, na verdade, é uma resolução, a de nº 39 de 1998, que disciplina e estabelece regras para o correto uso desses redutores de velocidade. Os tradicionais quebra-molas devem ter como dimensões máximas em largura igual à da pista sem prejuízo no sistema de drenagem, comprimento de 1,50 e altura de até 0,08m. Contudo, antes da instalação, o órgão competente deve emitir autorização.

Quando um quebra mola é retirado por um órgão público, significa que suas medidas estão em desacordo com o que diz a legislação, ou que a sinalização não foi corretamente realizada. Se construídos em medidas acima das permitidas, de fato eles podem se tornar não um dispositivo de segurança, mas uma verdadeira armadilha para os motoristas e pedestres, já que quebra-molas irregulares não contam com sinalização adequada. Em virtude disso, existe um Projeto de Lei tramitando na Câmara dos Deputados proibindo a colocação de quebra-molas em rodovias federais, justificado pela sinalização precária nas estradas brasileiras, o que poderia aumentar os riscos de acidentes.

Passar de lado piora os danos aos amortecedores

Ao contrário do que se pensa, passar com o carro “de lado” por quebra molas ou redutores de velocidade é prejudicial para o veículo, e pode causar danos até no monobloco e carroceria do veículo. Cuide do seu carro, realizando a manutenção periódica de todos os sistemas, inclusive o de amortecimento, um dos mais suscetíveis a problemas mecânicos, graças a ruas com asfalto em mau estado ou quebra molas irregulares e mal sinalizados.

A Dinamicar Pneus, loja de pneus, realiza manutenção de amortecedores, baterias, troca de óleo e diversos outros. Conte com nossos profissionais especializados e dirija com mais segurança.

Os comentários estão desativados.

LEIA MAIS

Gol GTi Quadrado

Gol GTI: uma lenda!

Se você que nos lê, tem mais de 40 anos, provavelmente já viu muitos carros saindo de linha. Alguns que estão ainda no mercado apenas marcam território,.

Amortecedor de carro

Amortecedor: qual o ideal

Seu carro já está meio molenga quando passa uma imperfeição, e você observa não ter o mesmo desempenho em frenagens ou curvas? Isso é um sinal de.

bateria de carro

Bateria tem a vida útil m

A bateria automotiva reflete bastante o estilo do motorista. Seu tempo médio de vida é de dois anos, mas a verdade é que isso pode ser diminuído.