Troca de Óleo

Ligar para a Dinamicar

Interessado em nessos serviços? Ligue para a Dinamicar!

O óleo mais sujo que o normal tem a viscosidade comprometida, e, se não for substituído, pode danificar o motor. Para não perder a viscosidade, o correto é fazer as trocas dentro dos limites de quilometragem estabelecidos para cada tipo de óleo. Em geral, mesmo se não atingir a quilometragem máxima, óleos devem ser substituídos a cada 6 meses.

Além de perder a viscosidade, óleo velho cria borras no motor que prejudicam o desempenho a longo prazo, o que resulta em problemas no motor. A manutenção automotiva é fundamental para evitar danos, e deve ser sempre feita nos prazos estipulados.

Existem diferentes tipos de óleo lubrificante. No manual do proprietário constam as especificações para cada modelo de motor, com a orientação do fabricante com relação ao tipo correto a ser utilizado.

Os óleos lubrificantes são divididos em:

    • Óleo Mineral – base de petróleo, proveniente do refino do material

    • Devem ser trocados, em média, entre 3 mil e 5 mil quilõmetros
    • Óleo semi-sintético – base mista, entre elementos sintéticos e petróleo

    • Devem ser trocados, em média, aos 7 mil quilômetros
    • Óleo sintético – Feito de maneira artificial, criado a partir de reações químicas

    • Devem ser trocados, em médica, aos 10 mil quilômetros

É fundamental não misturar os tipos de óleo, já que possuem características totalmente diferentes. Motores que funcionam com óleo mineral devem usar sempre óleo mineral, da mesma forma que os que usam base sintética e os sintéticos devem usar seus tipos respectivamente.

Serviço de troca de óleo

Óleos são classificados de acordo com sua viscosidade e densidade

O mais comum são os óleos multiviscosos. Você identifica esse tipo de óleo pela presença de duas numerações. Por exemplo 5W20. Esse W significa Winter, que é inverno na língua inglesa. Esse números significam o ponto de congelamento e fugor (quando o óleo evapora) que são as menores temperaturas que o óleo trabalha e as maiores. Vale ressaltar que quanto maior a temperatura, menor a viscosidade.

Logo, quanto maior o segundo valor, melhor desempenho em altas temperaturas e quanto menor o primeiro valor, menos viscoso ele é a baixas temperaturas. Isso significa que o motor frio pode se submeter a um óleo menos sensível, ou seja, quando o motor está frio o óleo não precisa ser tão viscoso para que a lubrificação seja completa e homogênea.

Portanto, para motores equilibrados, quanto menor for o primeiro número e maior o segundo, mais fino e resistente a altas temperaturas ele é.

Ligar para a Dinamicar

Interessado em nessos serviços? Ligue para a Dinamicar!